sexta-feira, 23 de abril de 2010

Poeminha tosco

Mas que marmota
Que me faz parecer um idiota
Que me faz sentir como se tivesse uma grande derrota
Que como um beija-flor
Suga todo o meu interior
Me tratando como um bicho
Sem nenhum capricho
E destruindo seu conceito
Mostrando todos seus defeitos
é
Agora está feito
Rasgando os céus
E me fazendo de réu
Como se tivesse cometido um crime
No antigo regime
Estou aberto
No deserto
E estou incerto
Se estou coberto
Ou descoberto

André De Muÿlder Oliveira
2010

Um comentário: